sábado, 5 de junho de 2010

Elaboração de Projetos Culturais

Ontem 4 de julho, às 17h30, foi realizada, no Itaú Cultural, uma Oficina de Elaboração de Projetos Culturais.

Parte integrante do calendário da Semana Cidades Catraca Livre, em comemoração aos 2 anos do projeto Catraca Livre, de Gilberto Dimenstein, a oficina foi ministrada por Rafael e Diogo, do Instituto Votorantim.

Com exemplos, vídeos, debate e informações técnicas, a oficina apresentou formas e estruturas para a elaboração de projetos culturais com foco na Democratização Cultural, ou seja, projetos que possibilitem o acesso cultural por pessoas de todas as idades e classes sociais.

Alguns dados estatísticos comprovam a necessidade de projetos dessa magnitude, como:

* 91% das cidades brasileiras não têm salas de cinema;
* Apenas 34% dos filmes brasileiros produzidos foram lançados;
* 58% dos paulistanos nunca foram ao teatro;
* 89% dos paulistanos nunca foram a concertos de música erudita.

Transformar ideias em ações concretas é o desejo de todo artista/ produtor cultural. Um projeto cultural bem elaborado aumenta as chances de se conquistar apoiadores, parceiros e patrocinadores.

Em linhas gerais, quem for elaborar um projeto cultural, deverá se atentar aos seguintes pontos:

1) Título
A escolha de um título que sintetize o projeto facilita o entendimento por parte dos possíveis parceiros

2) Descrição
Como é o projeto?

3) Objetivo
O que eu quero com o projeto?
Qual é o objetivo geral?
Quais são os objetivos específicos?

4) Justificativa
Por que apoiar o projeto?
Por que o projeto tem esse formato?

5) Metas
Quais os resultados quantitativos (quantidade de livros, por exemplo) e qualitativos pretendem-se alcançar?

6) Metodologia
Como alcançar essas metas?

7) Equipe
Quem trabalhará no projeto?
*Quanto mais os perfis e habilidades forem complementares, melhor

8) Comunicação
Como fazer com que o projeto fique conhecido?
*Rafael, do Instituto Votorantim, mencionou que hoje em dia, nem sempre as mídias convencionais ( TV, rádio, jornal) são necessárias. Há diversos exemplos bem-sucedidos que utilizam redes sociais para divulgação.
A estratégia de comunicação, segundo Diogo, também do Instituto Votorantim, tem que conversar com o objetivo do projeto.

9) Cronograma

10) Orçamento

11) Mensuração de resultados

No blog Acesso, o Instituto Votorantim disponibiliza um Manual de Apoio à Elaboração de Projetos de Democratização Cultural. Clique aqui e acesse!

Em conjunto com o Catraca Livre e com o Governo de São Paulo, por meio do ProAc, o Instituto Votorantim também lançou na Semana Cidades Catraca Livre, o Guia Catraca Livre, com dicas e descrições de pontos culturais da cidade de São Paulo e entrevistas com personalidades do cenário cultural paulistano. Clique aqui e obtenha mais informações sobre o Guia e seu lançamento, uma iniciativa louvável!

Links interessantes

Dúvidas, podem entrar em contato: contato@cultcultura.com.br

Por Thais Polimeni

Um comentário:

formaxima.com disse...

Meu seu blog é espetacular, show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom
Ass:Rodrigo Rocha